Oscar 2015 | Uma festa sem graça para a consagração de Birdman

Oscar 2015 | Uma festa sem graça para a consagração de Birdman

MV5BMjI1NTc3Mjc1NV5BMl5BanBnXkFtZTgwNTM2Mzg1NDE@._V1_SX624_CR0,0,624,351_AL_

Os anos passam e o Oscar continua ser o evento mais celebrado e comentado sobre cinema no ocidente. Apostas, torcidas pelas gafes dos famosos e discursos políticos ou inapropriados também fazem parte deste conjunto cinematográfico.

Desta vez, o anfitrião da noite de gala foi ator e comediante Neil Patrick Harris, mais conhecido por interpretar Barney Stinson no seriado How I Met Your Mother (2005-2014). Ele começou de forma brilhante com o número musical ao lado de Anna Kendrich (Caminhos da Floresta) e Jack Black (As Viagens de Gulliver) em homenagem a todos os filmes ganhadores do Oscar.

Oscars-2015-Julianne-Moore-

Sua primeira piada, por assim dizer, até surtiu efeito e teve uma pingo de crítica, com a frase “Tonight, we honor Hollywood’s best and whitest, I mean brightest” (Esta noite, nós celebramos os melhores e mais brancos, quero dizer, brilhantes de Hollywood). O resto da apresentação, entretanto, desceu ladeira abaixo, com trocadilhos e gracejos ridículos. Um exemplo foi a apresentação da atriz Reese Witherspoon (Livre), assim “So lovely you could eat her up with a spoon” (Tão amável que você poderia saborear com uma colher), em relação ao seu sobrenome.

Ao lembrar os momentos do Oscar 2014 é fácil pedir a volta de Ellen DeGeneres com o icônico selfie e a distribuição de pizzas. Por outro lado, Harris não teve a infelicidade de repetir o vexame de Seth McFarlane com a música “We Saw Your Boobs” – terrível. A primeira premiação da noite para Ator Coadjuvante, apresentado pela graciosa Lupita Nyong’o (12 Anos de Escravidão), para o veterano J.K. Simmons (Whiplash).

Algumas surpresas apareceram no meio do caminho, por exemplo, o prêmio de melhor animação para Big Hero 6, quando todos esperavam ouvir o nome de Como Treinar Seu Dragão 2, já que Uma Aventura Lego acabou de fora dos indicados. Apenas a canção Everything is Awesome do longa ganhou espaço e distribui estatuetas de lego durante a apresentação. Já o Grande Hotel Budapeste levou a maioria dos prêmios artísticos, no total quatro e deixou a briga acirrada entre Boyhood – Da Infância a Juventude e Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) para ver quem chegava junto na disputa.

oscars_winners-620x0

A escolha de Melhor Atriz Coadjuvante para Patricia Arquette (Boyhood) já estava mais do que certa. O que chamou atenção, contudo, foi o discurso da artista em prol da igualdade salarial entre gêneros, o que rendeu um dos melhores momentos da noite, com direito a reação entusiasmada de Meryl Streep e Jennifer Lopez. Logo depois, Eddie Redmayre levou a estatueta por representar o astrofísico Stephen Hawking na cinebiografia A Teoria de Tudo, em contrapartida, a sua recente atuação no cinema, em O Destino de Júpiter, é apavorante.

Como já esperado, Julianne Moore ganhou o seu primeiro Oscar, após quatro outras indicações, ao viver uma linguista com Alzheimer no drama Para Sempre Alice. As categorias que tinham um ponto de interrogação pouco a pouco foram se definindo com a chamada do ganhador de Melhor Fotografia. A partir desta categoria, Birdman levou também roteiro original, direção e melhor filme, deixando para trás os 12 anos de projeto do fabuloso Richard Linklater e se consagrando com a obra mais relevante da noite.

No meio das premiações, houve ainda uma interpretação surpreendente de Lady Gaga, pela celebração de 50 anos do musical A Noviça Rebelde; a homenagem aos artistas mortos em 2014, o que causou uma comoção nas redes sociais pela o “esquecimento” de Roberto Bolaños (o Chaves), mas José Wilker também não apareceu no “in memoriam” e ninguém falou nada; além de Neil Patrick Harris apenas de cueca em frente a plateia em alusão ao Birdman.

lady-gaga-oscar1

Dos oito indicados ao prêmio máximo, todos levaram pelo menos uma estatueta, Selma ficou com Canção Original; O Jogo da Imitação, Melhor Roteiro Adaptado, e Sniper Americano, Melhor Edição de Som. Apesar das interpretações ferozes de Birdman não terem sido premiadas, compuseram perfeitamente a obra-prima do mexicano Alejandro González Iñárritu, o segundo de seu país a ganhar um Oscar no comando de um longa-metragem. Em 2014, Affonso Cuáron recebeu a estatueta por Gravidade.

Para entregar o prêmio, Sean Pean ainda ofereceu uma piada de mau gosto, com a tirada “Who gave Green Card to this motherfucker?” (Quem deu o green card para este filho da puta?) antes de pronunciar o nome do vencedor. Após vexames e festejos, já começa os preparos para o próximo ano que promete ter Quentin Tarantino (Django Livre) e David O. Russel (Trapaça), ausentes este ano.

Share this: